Importação
e distribuição
de discos e revistas

mdc_imprevista

A nossa indomável vontade em promover a efectiva divulgação da música de qualidade das mais variadas proveniências, normalmente não disponível em Portugal através dos circuitos habituais, levou-nos, em Setembro de 1989, a dar início à importação e distribuição, no nosso País, de catálogos não disponíveis no nosso mercado.

Assim, ao longo destes anos, foram sendo introduzidos em Portugal, com distribuição contínua e sistemática, os seguintes catálogos:

1989
Wergo/Schott (Alemanha); Temple Records (Escócia); Tara Records(Irlanda); e New Rose(França); Flying Fish Records (USA); Earwig Music (USA);

1990
Hat Hut Records (Suiça); Hannibal Records (Inglaterra); CMP Records (Alemanha); Shanachie Records (USA); e Edigal (Galiza);

1991
Sugar Hill Records (USA); Tecnosaga (Espanha); Rykodisc (Inglaterra);Danceteria (França); Hexagone (França); Topic Records (Inglaterra); Woodworm Records (Inglaterra); Cooking Vinyl (Inglaterra);

1992
Caroline International (Inglaterra); Koch International (Áustria); Fonomusic (Espanha);

1993
Wotre Music International (França); Associazione Culturale Barabàn (Itália);Green Linnet Records (USA); Tempo Maker Productions (França); Several Records (Espanha); Sonifolk (Espanha); Tropical Music (Alemanha); Shamrock Records (Áustria); Dara Records (Irlanda);

1994
Nuevos Medios (Espanha); Charly Records (Inglaterra); Tudor Recordings(Suiça); Bridge Records (USA); Whirling Discs (Irlanda); Dolphin Traders(Irlanda); Music & Words (Holanda); Normal Records (Alemanha); Coop Breizh (Bretanha); Robi Droli (Itália); Sons Galiza (Galiza); Stern’s Records (Inglaterra). Le Jazz (Inglaterra), Charly Blues Legend (Inglaterra), Syn Coop (Irlanda), FGL (França);

1995
MNW Records (Suécia); Keltia Musique (Bretanha); Digelius Music (Finlândia); Lough Records (Escócia); Discmedi (Espanha); Grapevine (Reino Unido); Riverboat Records (Reino Unido); Clave Records (Galiza); Sons Galiza (Galiza); Silence (Suécia), Xource (Suécia), Revenge (França), Mantra (França), Hosmos (França), Earthworks (Inglaterra); Drone (Finlândia), Amigo (Finlândia), Mipu Music (Finlândia), Olarin Music (Finlândia), Spirit (Finlândia), Texicalli Records (Finlândia), Zen Master Records (Finlândia);

1996
Iona/Lismor (Escócia); Greentrax Recordings (Escócia); Culburnie Records(Escócia); Fonoastur (Astúrias); Arc Music (Reino Unido); FM Records (Grécia); NO-CD Records (Espanha); Gemp La Talvera (França); Musicontact (Alemanha); Multiwaves (França); Picap/Actual (Espanha); Yazoo (USA), Hopi Mesa (França), Last Call (França), Long Distance (França), Play Time (França), Alma Latina (Espanha), Blue Moon (Espanha),Caney (Espanha), El Bandoneon (Espanha), Egrem (Espanha), Fresh Sound (Espanha), Opal (Espanha), Palladium Records (Espanha), Tumbao (Espanha);

1997
Melt 2000 (Reino Unido); Karonte Distribucions (Espanha); Flamenco Vision (Reino Unido); Boucherie Productions (França); Boa/Do Fol (Espanha); Bis Bis (Portugal), Caprice (Suécia), Ricordu (França), Diffusion Breizh (França), Escalibur (França), Arfolk (França); Play On (Portugal), Elkar (Espanha), El Europeo (Espanha), Big Bang (Espanha), Cubo Records (Espanha), Nuba Records (Espanha), Pork Art (Espanha), RTVE Records (Espanha), Pneuma (Espanha);

1998
Bis (Suécia), Acoustic Music Records (Alemanha), Blue Silver/Déclic/Totem (França), Willing Productions (França), Scalen (França), Acousteac (França), Wagram (França), Body & Soul (França), Numérica (Portugal) e Public-Art (Portugal); Smithsonian Folkways (USA), DRG (USA);

1999
New Millennium Communications (Reino Unido), Spalax Music (França), ARS Musici (Alemanha), Christophorus (Alemanha), Bayer Records (Alemanha), Cadenza(Alemanha), ChhandaDhara (Alemanha), Calig (Alemanha), Signum (Alemanha), RTE Jazz Catalogue (França), Claddagh (Irlanda);

2000
Ambitus (Alemanha), Jecklin (Alemanha), RaumKlang(Alemanha), Pan Classics (Alemanha), Cavalli Records (Alemanha), Felmay (Itália); Gran Via Distribucion (Espanha).


De referir que, MC – Mundo da Canção ocupou, durante muito tempo, o primeiro lugar na distribuição das áreas folk, étnica e tradicional.
Mas também as revistas de temática musical mereceram a atenção do MC-Mundo da Canção, como complemento informativo essencial e indispensável para todos quantos – e são cada vez mais! – se interessam e consomem estas músicas. Neste sentido, orgulhamo-nos de distribuir em Portugal as mais importantes revistas da especialidade, as quais foram sendo disponibilizadas do seguinte modo:

1991
Folk Roots (Inglaterra); apenas disponíveis edições até final de Junho 2004.

1993
Trad’Magazine (França); Living Tradition (Escócia); apenas disponíveis edições até final de 1998.

1994
Ghaita (Espanha); Dirty Linen (USA), apenas disponíveis edições até final 1997.

2003
World1 Music (Barcelona): iniciamos a importação/distribuição desta importante revista.

De referir o movimento crescente de adesão à assinatura destas revistas, como forma de assegurar a sua obtenção de forma cómoda e segura.