Algumas datas históricas

mdc_datashistoricas

1969
Em 19 de Dezembro de 1969, publicou-se o primeiro número da revista MC – Mundo da Canção, tendo como fundador-editor Avelino Tavares.
Na capa: Francisco Fanhais. Tiragem inicial: 4 500 exemplares.
De referir que a tiragem chegaria a ultrapassar as 25.000 unidades vendidas.

1970
MC – Mundo da Canção apresentou, pela primeira vez, uma capa a cores, com José Afonso. Seguir-se-iam, durante a existência da revista, outras capas a cores, com Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco e, de novo, José Afonso.

1973
MC – Mundo da Canção, que nunca se tinha submetido a qualquer tipo de censura ou exame prévio, teve a sua edição nº 34 apreendida, nas oficinas da Tipografia Aliança, Lda., pela PIDE/DGS. A partir daquela altura – e até ao 25 de Abril de 1974 – cada edição era submetida ao exame prévio.

1974
No dia 27 de Abril de 1974, o MFA-Movimento das Forças Armadas contactou a revista no sentido de se proceder ao levantamento, nas instalações da ex-PIDE/DGS, no Porto, da edição nº 34, a qual, dias depois, foi posta em circulação no mercado.

1985
Abertura na Rua de Passos Manuel da MC-Discoteca, ponto de encontro e de convívio onde era possível encontrar a música que os outros não tinham. A MC-Discoteca encerrou em princípios de 1991.

1989
MC – Mundo da Canção suspendeu a edição da primeira série da revista, ressurgindo em 1991, com um novo formato, assim se dando início à sua segunda série.

1989
MC – Mundo da Canção deu início à sua actividade de importação e distribuição no mercado nacional de importantes catálogos de música folk/étnica/tradicional, clássica/contemporânea/experimental, pop/rock, jazz e blues, entre outros géneros e estilos.

1995
No dia 2 de Agosto de 1995 teve lugar nas instalações do “MC – MUNDO DA CANÇÃO” a primeira reunião do “núcleo duro” pela defesa do “COLISEU DO PORTO” como espaço de cultura e de espectáculo. Nesta reunião participaram: Júlio Cardoso, Maria José Azevedo, Maria José Graf, António Subtil e Avelino Tavares.

1998
Lançamento de uma página na Internet, onde se encontra disponível todo o historial MC, e onde foram publicados os catálogos que o MC representa em Portugal pela venda online. Foram disponibilizados mais de 6.000 títulos diferentes.

2000
No dia 1 de Abril, lançamento nacional do 1º volume das Biografias MCCARLOS PAREDES – A Guitarra de Um Povo da autoria de um velho amigo e colaborador do “mc” Octávio Fonseca Silva. Neste lançamento, que decorreu no Rivoli – Teatro Municipal (Café Concerto), participaram os músicos Paulo Soares (Guitarra Portuguesa) e Fernando Alvim (Viola). A 18 de Maio, esta edição MC é lançada em Lisboa, na loja Valentim Carvalho do Chiado. Com a edição desta biografia de CARLOS PAREDES comemora o “mc” os seus 30 anos de actividade. E as comemorações dos 30 anos encerraram, em Dezembro, com o lançamento do 2º volume das Biografias MCJOSÉ MÁRIO BRANCO – O Canto da Inquietação, também da autoria de Octávio Fonseca Silva.

2002
A 17 de Dezembro, o MC abriu, em Lisboa, um novo espaço (MC-LOJA DE DISCOS) funcionando como ponto de encontro dos que amam a música e a querem conhecer para além das exaltações comerciais do momento.

2005
Em Dezembro de 2005, o MC editou o 1º volume da colecção Entrevistas MC. Recolha de entrevistas publicadas na revista Mundo da Canção (Filarmónica Fraude, Manuel Freire, Rui Mingas, Joan Manuel Serrat, Adriano Correia de Oliveira, Fernando Tordo, Carlos Puebla, Daniel Viglietti, Sérgio Godinho, Angel Parra, Vitorino, Carlos do Carmo, Carlos Paredes, Luís Cília, Manuel Gerena, José Mário Branco, Chico Buarque, UHF e Fausto). Em preparação, o 2º volume das restantes entrevistas desta publicação.